ANA HATHERLY: ANAGRAMA DA ESCRITA
Inauguração das exposições no dia 30 de junho (quinta-feira)
Integradas no FESTIVAL SILÊNCIO

Revolução_15,3x20,2 cm_1975 (Cópia)

Ana Hatherly, “Revolução”, 1975
“ANA HATHERLY: PINTURA DE SIGNOS”
(Obras do Arquivo de Poesia Experimental Fernando Aguiar)
18h00
Fundação Portuguesa das Comunicações
Rua do Instituto Industrial, 16
“ReANAGRAMAS”
(Obras de

Emerenciano, Hugo Pontes, António Barros, José Oliveira, Bruno Neiva, Antero de Alda,

Irene Buarque, Rui Torres, José-Alberto Marques, Almeida e Sousa, Tiago Gomes, Jorge dos Reis,
Avelino Rocha, António Dantas, António Nelos, Pablo del Barco e Fernando Aguiar)
+
“RE.AH: A Leitura de Reinvenção ou a Releitura da Invenção”
(Instalação do Projeto Candonga)
+
Performance de José-Alberto Marques
19h00
Galeria da Boavista
Rua da Boavista, 50
O Festival Silêncio é a celebração da palavra enquanto unidade criativa, veículo do pensamento e da criação. O Festival que tem lugar no Cais do Sodré (eixo da Rua de São Paulo), entre os dias 30 de Junho e 3 de Julho, é um convite aberto à participação, transdisciplinaridade, inovação, experimentação e criação.

Mais informações:

http://festivalsilencio.com/

O Ciclo «Ana Hatherly: Anagramas da Escrita», com curadoria de Manuel Portela, terá estas actividades:

Ana Hatherly: Pintura de Signos (Em Permanência até Outubro – Fundação Portuguesa das Comunicações), com curadoria do artista plástico e poeta Fernando Aguiar.

«A Mão Inteligente» (02/07/2016 – 15h00 – Fundação Portuguesa das Comunicações – Documentário), com apresentação do filme pelo realizador, Luís Alves de Matos.

A Experiência do Prodígio: Leituras de Ana Hatherly (03/07/2016 – 16h00 – Galeria Boavista – Leitura Encenada), por Américo Rodrigues e José Neves.

ReAnagramas (Em Permanência – Galeria Boavista), com curadoria de Fernando Aguiar, e participação de Emerenciano, Hugo Pontes, António Barros, José Oliveira, Bruno Neiva, Antero de Alda, Irene Buarque, Rui Torres, José-Alberto Marques, Almeida e Sousa, Tiago Gomes, Jorge dos Reis, Avelino Rocha, António Dantas, António Nelos, Pablo del Barco e Fernando Aguiar.

Ana Hatherly: Calculadora de Improbabilidades (01/07/2016 – 18H30 – Fundação Portuguesa das Comunicações – Mesa Redonda), com Rui Torres (moderador), Sandra Guerreiro Dias, Jorge dos Reis, Fernando Aguiar, Maria do Carmo Castelo Branco de Sequeira

Re-ah: a leitura de reinvenção ou a releitura da invenção (Instalação permanente na Galeria da Boavista), com Bruno Ministro e Liliana Vasques.

«Ana» e «Acto de Escrever» (02/07/2016 – 17H00 – Rua das gaivotas, 6), por Susana Mendes Silva e André Gomes.

http://festivalsilencio.com/ana-hatherly/

Annunci